FACEBOOK

O Derby sem fim


Após carta de rompimento com FPF, Palmeiras divulga vídeo em que diz "provar a interferência externa."

O presidente do Palmeiras Marcio Galiotte, disse após a partida do último domingo em que foi decidido o título do campeonato paulista, que era para os torcedores palmeirenses esquecerem aquele jogo, que era apenas um “paulistinha”, que time e torcida deveriam focar em coisas maiores, campeonatos mais importantes, mas a diretoria não para de correr atrás, demonstrando que eles próprios ainda não superaram a derrota, ainda mais da forma como foi.
Crédito: Verdazzo
Na segunda feira o Palmeiras publicou uma nota, em que dizia-se estar rompido com a FPF, enquanto não houvesse uma manifestação oficial, de que medidas transparentes fossem adotadas. Tais medidas seriam:
1. Implantação do árbitro de vídeo para todas as partidas do Campeonato Paulista a partir do ano de 2019;
2. Criação de um sistema de gravação e divulgação, quando houver necessidade, de toda comunicação entre os integrantes da arbitragem durante os jogos;
3. Reavaliação criteriosa de quem dirige o Departamento de Árbitros da FPF e avaliação mais rigorosa sobre aqueles que comandam as partidas

A íntegra da carta pode ser vista no site oficial do clube: Link

E ontem a noite novamente a diretoria publicou em seu site oficial, um vídeo onde afirmar “comprovar interferência externa na arbitragem”. O vídeo pode ser visto aqui: Link

O vídeo foi amplamente divulgado e debatido ontem nos programas esportivos.


O SporTV sincronizou as imagens do Palmeiras com a transmissão do jogo, o diretor de arbitragem Dionísio Roberto Domingos sobe ao gramado depois que o analista de arbitragem da TV, afirmar não te ocorrido o pênalti.

A clara e evidente comunicação dele com o bandeira, que “pode” via comunicação entre os outros colegas, ter repassado a informação externa.

A imagem sem o áudio não prova nada!

O diretor de arbitragem podia estar lá no corredor, assistindo ao jogo no celular, ou mesmo ter recebido uma mensagem de alguém de fora, avisando que a TV estava afirmando não ser pênalti, mas sem o áudio, ninguém vai conseguir provar o que ele falou.

O presidente do TJD, delegado Olim, disse que não acredita em anulação da partida! Acredito que no máximo Dionísio será suspenso!

Acho que o Palmeiras agiu errado, divulgar as imagens foi dar provas aos envolvidos, para preparem suas defesas, combinarem uma história, até por que esse julgamento só acontecerá no dia 23 de abril.

Podia ter agindo quieto, nos bastidores, entregar as imagens ao TJD, e pegar os envolvidos de surpresa, para que eles pudessem cada um contar a sua versão.

Levar as imagens para o TJD, provar que houve a comunicação, que o cara entrou em campo, que infringiu as regras, que manchou o campeonato! Até aí tudo bem, lutar pelo que é certo, correto, justo.

Agora pedir anulação é balela, é jogar para torcida.

Não precisa anular a partida, deixa esse título com eles, mas uma na história deles com asterisco.

Palmeiras tem de lutar por mudanças, que posam ser úteis para o futuro do futebol.

Algumas até simples que eu vi acho que no site do Verdazzo

1 - A TV não passar o replay, até que o juiz prossiga com o jogo.

2 - Caixa preta da comunicação entre os árbitros. Gravar todo o conteúdo que eles falam durante o jogo.

3 - Essa por conta do clube mesmo, colocar uma câmera voltada para cada arbitro durante todo jogo.

Vamos aguardar como tudo isso irá terminar, acredito que pouca coisa deva mudar sobre o que já aconteceu, porém lições podem ser aprendidas, e mudanças benéficas podem ser aplicadas para o futuro do futebol.

Postar um comentário

0 Comentários