FACEBOOK

MAIS DO QUE FUTEBOL

No dia 09 de Setembro de 2018, o Palmeiras jogou contra o Corinthians no Allianz Parque, o jogo foi válido pela 24ª rodada do campeonato brasileiro. O Derbi foi vencido pelo Verdão com um gol de Deyverson, porém mais importante que este gol e esta vitória, foi a cena pelo qual esse jogo ficou marcado. A cena onde mostra uma Mãe narrando o jogo para seu filho deficiente visual. Esta imagem percorreu o mundo. O clube é claro que fez questão de dar todo o carinho que o menino e sua Mãe mereciam. Mas não é apenas disso que quero falar, o que quero falar aqui é um episódio que vi com meus próprios olhos, que talvez tenha passado batido por muitos que estavam presentes naquela situação.

O Palmeiras jogou contra o Paraná na cidade de Londrina, Paraná. O empate em 1x1, deixou este que vos escreve, e que estava presente no Estádio do Café, frustrado, afinal de contas, viajei mais de 5 horas para ver um decepcionante empate. Não era o que eu queria,claro, e ao fim do jogo, o sentimento de frustração tomava conta de mim.

Eis que me deparo com um menino numa cadeira de rodas motorizada (não havia reparado que era motorizada), no meio daquela correria natural, de saída de estádio, ainda conseguiu olhar para o rosto dele, era um rosto de quem tinha alguma deficiência (além da impossibilidade de andar). Pensei: "Será que ele está esperando alguém?" e por um momento me passou pela cabeça ir falar com esse menino, só que ele saiu sozinho, sim sozinho. Fiquei até me questionando "Ah, não é possível que ele esteja sozinho!"

Já fora do estádio, conversando com amigos no qual estavam comigo no estádio, este mesmo menino passa por mim, vejo ele e sua cadeira de rodas passando por cima do quebra-molas da rua. Fiquei fascinado com aquela cena, não sei dizer se o menino mora perto ou longe do estádio, mas ele enfrentou todas suas dificuldades (isso inclui chuva e vento) para ir ver o Palmeiras, e sozinho. Imediatamente o sentimento de frustração desapareceu, e o que tomou conta de mim foi um sentimento de emoção. Fiquei com os olhos fixados naquele menino indo embora com sua cadeira de rodas. Até poderia fazer alum tipo de registro daquela cena, mas na hora isso nem passou pela minha cabeça.

Ali eu vi o que a paixão pelo Palmeiras é capaz de fazer, e tenho certeza que é assim também com qualquer outro time. Muitas situações estão acima do futebol, acima de nós. elas servem pra nos mostrar que uma paixão é capaz de nos fazer superar as maiores dificuldades, e isso não é só no futebol. Essa foi a maior lição que aprendi com esse episódio.




Postar um comentário

0 Comentários