FACEBOOK

Resenha Alviverde - Scolarismo

(Fabio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação)

Nome dado ao "estilo de jogo" do técnico Luiz Felipe Scolari tem sido debatido, nas redes sociais, pelos torcedores do Verdão. Você é a favor ou contra?

Independente de você ser adepto dessa forma de jogar ou não o que não se pode negar é que vem dando certo, um pouco no Campeonato Paulista e muito certo na Libertadores, o Palmeiras é líder em seus grupos nas respectivas competições.

É verdade que o famoso "Scolarismo" é vencedor, Felipão já provou por onde passou que é "expert" em ganhar títulos, mas existe um preço a ser pago para que isso aconteça (e nem sempre acontece): não joga bonito - na visão da imprensa. O Palmeiras tem um elenco recheado de bons, ótimos, jogadores, um mais técnico que o outro e pelo futebol que cada um apresenta era para o Palmeiras jogar bem mais do que vem jogando. Até poderia dizer o que todos dizem: é começo de ano, o time ainda vai "engrenar", mas não vai.



Ano passado vimos um Palmeiras que não "dava show" em suas partidas, foi pouco eficiente, em termos de aproveitar todas as chances criadas, mas vencia os jogos por um ou dois gols de diferença, além do mais, era seguro no sistema defensivo e tomava poucos gols. Em 2019 continua da mesma forma e - pelo fato da equipe ter um elenco cheio de estrelas - os torcedores ficaram mal acostumados e começaram a criticar essa forma de jogar do técnico Luiz Felipe.

A torcida precisa pegar um pouco mais leve com as criticas e deixar o técnico trabalhar. Todos que estão criticando o "Scolarismo" o elogiaram bastante ano passado, com a conquista do Campeonato Brasileiro, e foi exatamente assim do jeito que está sendo. Ele sabe melhor do que ninguém o que precisa ser feito, quem precisa entrar jogando e como devem desempenhar as suas funções dentro de campo. Uma certeza? Seremos campeões! Não arrisco aqui em qual campeonato levantaremos a Taça, mas tenho certeza que o grito e campeão voltará a ser utilizado pelos palmeirenses, corneteiros ou não.

Postar um comentário

0 Comentários