FACEBOOK

História Verde: O dia em que o Palmeiras tentou jogar como a Holanda de 1974

A Copa do Mundo de 1974 trouxe uma grande sensação que deixaria um legado muito forte para o futebol mundial, a seleção da Holanda comandada pelo craque Johan Cruyff encantou o mundo com o seu futebol revolucionário, com os seus jogadores não guardando posição, eles estavam por todas as partes do mundo, aí a alcunha de Carrossel Holandês. A Holanda foi vice-campeã, perdendo a final para a Alemanha Ocidental, de Beckenbauer.

Com o fim da Copa, os jogadores do Palmeiras que foram convocados por Zagallo estavam de volta para o inicio do Campeonato Paulista. Era dia 03 de Agosto, quando o Palmeiras enfrentaria o Saad na estréia da competição. O Saad havia sido fundado naquele ano, e Osvaldo Brandão, impressionado com a Holanda na Copa do Mundo, quis implementar o mesmo estilo de jogo no Palmeiras, pois pensou que o Saad seria presa fácil. Vale lembrar que o Palmeiras, que vivia sua segunda academia, tinha como estilo de jogo um toque de bola refinado.

Como talvez fosse de se imaginar, os jogadores tiveram dificuldades para se adequar ao novo estilo de jogo. Brandão mudou a escalação, colocando Édson Cegonha no lugar de César. A ideia era abandonar a presença de um centroavante fixo. Leivinha deveria abrir espaço no ataque para a entrada de jogadores que se revezariam na área adversária. Brandão teve que mudar os planos durante o jogo.

O resultado jogo se consistiu na maior surpresa da estréia da competição. Apesar de recém-fundado, o Saad soube resistir ao Palmeiras, empatou por 2x2, fazendo com o que a torcida do Palmeiras saísse do Parque Antártica desconfiada de seu time. O técnico Osvaldo Brandão, apelidado de Velho Mestre, logo percebeu que deveria voltar ao estilo de jogo no qual os jogadores estavam habituados.

Postar um comentário

0 Comentários